Malcolm Turnbull. Foto: Divulgação
Premier da Austrália promete referendo sobre casamento gay
20 de junho de 2016
caua3
Clipe com ‘Cauã trans’ recebe críticas do público LGBT
20 de junho de 2016

Grupo teatral baiano encena o mito de Tristão & Isolda no Pelourinho

13514518_10153542575828414_1307320754_n

Todas as noites a lua caminha e enfeitiça o coração dos amantes apaixonados. A lua dos enamoramentos. Presente em todo o percurso do Núcleo Viansatã de Teatro Ritual, a lua canta as melodias que fazem Belladona entregar-se aos prazeres da carne em A Danação de Tristão e Isolda: Filtro, Vitral, Perfume, livro que será lançado pelo grupo hoje, à  s 19h, na Bouche de L’Enfer, sede do grupo localizada no Largo Cruzeiro de São Francisco, 21, 1º andar, Pelourinho.

Inspirada no mito medieval de Tristão & Isolda, esta história é o primeiro livro de uma trilogia. Escrito pelas mãos de uma das sacerdotisas do Viansatã, a encenadora e dramaturga Amanda Maia, Filtro, Vitral, Perfume é também ilustrado pelo monge Victor Diomondes, desenhista do grupo.

De acordo com Amanda Maia, a adaptação é uma concepção envolta em enigmas e alimentada por uma eterna obsessão pela paixão devoradora, versa sobre o mito do amor trágico de Tristão e Isolda. A encenadora realça que o grupo usa como referência para sua adaptação a revolucionária ópera de Richard Wagner, que “enfoca, acima de tudo, o enlace infortunado dos amantes”.

Neste primeiro volume, as personagens são apresentadas e ganham novas ocupações: o príncipe Tristão vira o Padre da Paróquia de Santa Brígida; o rei Marc é um grande empresário, dono de cabaré; e a princesa Isolda é uma cigana que vende ervas e vai trabalhar no cabaré de Marc. No mito, a poção do amor é responsável por fazer Tristão e Isolda apaixonarem-se perdidamente, e de maneira irreversível, um pelo outro. No livro, a poção se faz presente como mulher, a personagem Belladona, beata da paróquia de Tristão.
Em outra livre interpretação, a obra viansatãnica apresenta a Lua personificada como uma cantora de cabaré, que nos próximos volumes contribuirá “profundamente para a paixão” de Tristão e Isolda. Essa mulher dará a musicalidade desta nova trama que fala do paradoxo entre a impossibilidade e a eternidade do amor, assim como magnetiza e revolve as águas das emoções de personagens e atuantes”.

No evento acontece ainda a 5ª Mostra Caótica do Arco do Graal, um acontecimento que mostrará o processo de criação do primeiro de três espetáculos que falam desta mitologia e leva o mesmo nome do livro, com estreia prevista para dia 09 de agosto. Ocorre ainda uma das tradicionais celebrações do Viansatã, o Sarau Maldito do Solstício de Inverno.

Serviço
O quê? Lançamento de A Danação de Tristão e Isolda: Filtro, Vitral, Perfume
Quando? 20 de junho, à  s 19h00.
Onde? Bouche de L’Enfer – sede do Núcleo Viansatã de Teatro Ritual, localizada no Largo Cruzeiro de São Francisco, 21, 1º andar, Pelourinho
Entrada? Pague quanto quiser.
Mais informações
Site www.nucleov.com
Facebook facebook.com/viansata

Jorge Gauthier
Jorge Gauthier
Jornalista, adora Beyoncé e não abre mão de uma boa fechação! mesalte@redebahahia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *