Os 12 trabalhos de Amorim

Os 12 trabalhos de Amorim

Amorim em três dos seus (muitos) trabalhos

Amorim em três dos seus (muitos) trabalhos

Gabriel Amorim é o maior acumulador de profissões que eu conheço. Não, ele não é apenas estagiário do CORREIO, ele é ator, professor de teatro, monitor da São Jogue, produtor de eventos, instrutor da Arte de Viver, e o que mais aparecer na frente dele ele tá topando fazer e executando o trabalho com amor e dedicação.

Porque se existe uma pessoa disponível, essa pessoa é Gabriel. Você pode pedir qualquer coisa a ele, que ele vai tentar te ajudar da forma que puder. Aliás, fica a dica: se você precisar de uma fonte pra qualquer matéria, pode ter certeza que ele vai ter um amigo que tem um primo que tem um conhecido que sabe de alguém, porque esse garoto conhece Salvador inteira, e mais algumas pessoas.

Gabi foi um dos primeiros de quem fiquei próxima na turma do Correio de Futuro. É muito fácil se aproximar dele, e principalmente, gostar dele. Sua leveza, bom papo e carisma garantem que a gente queira ter ele sempre por perto. Esse menino é a doçura em pessoa, e em todos os momentos que estávamos surtados com os prazos para o produto, Gabi tinha um “respire a paz” para oferecer pra gente, junto com um conselho prático.

Difícil acreditar que ele é formado em Direito, porque pense numa pessoa que está fazendo um ótimo trabalho com Jornalismo, e que parece ter nascido pra isso, esse alguém é ele. Cultura é o seu forte, mas ele não deixa de arrasar nas outras editorias. Tenho a impressão que não tenha um assunto que ele não possa falar a respeito.

E por falar em assunto, pense em um menino que tem história pra contar, viu? Se estivermos na mesa conversando sobre qualquer assunto, com certeza ele vai ter uma história muito específica sobre isso. Andar de metrô com ele rende umas 75 histórias pro caminho, de ônibus, 90, no mínimo.

Mas de longe, a coisa que mais admiro em Amorim é a sua paciência. Só uma pessoa muito iluminada e maravilhosa como ele poderia aguentar fazer dupla com Gabriel Moura (e suas piadas de sangrar os ouvidos) para fazer as matérias do produto. Admiro a perseverança desse ser humano, digno de toda a minha admiração e merecedor claro de um prêmio.

Brincadeiras à parte, Amorim é realmente uma pessoa admirável. Ele é ator, mas poderia muito bem ser malabarista, de tão bem que ele equilibra todos os seus 12 trabalhos, sem deixar ninguém na mão, arranjando um tempo para tudo e para todos.