Vencemos e agora?

Vencemos e agora?

Essa foi a primeira duvida que nós e a equipe de redação do correio tivemos depois que o alvoroço do prêmio havia passado. Nem eles sabiam ao certo como ia ser feito todo o processo, era tudo novo para ambos. Então marcamos uma reunião na quarta-feira da semana seguinte.

Na reunião pudemos discutir mais a fundo quais eram as principais demandas e necessidades reais da redação. Eu, Diogo, Ícaro, Fernando, Linda, Wladmir e Juan passamos quase duas horas pensando em todas as vertentes que o Leitor Pauteiro poderia seguir dentro da redação. Foi ai que surgiu o ponto chave que faria o projeto funcionar ou não, que era a redação como um todo, aceitar usar a plataforma.

correiodefuturo_correio

Então, para poder explicar do que exatamente se tratava o Leitor Pauteiro, marcamos uma reunião geral com todos os integrantes da redação do CORREIO para uma apresentação interna do projeto. Foi um momento em que todos puderam ter um contato real com a ideia e dar sua opinião e sugestão para que o projeto ficasse o mais funcional e útil possível para eles, uma vez que o projeto foi elaborado pensando na otimização da redação.

Após a apresentação, e com todas as sugestões em mãos, foi possível elaborar como seria todo o fluxo entrega, e começar a programar e fazer a Rosa falar (para quem está meio perdido, a Rosa é o nome do chatbot. E para quem está mais perdido ainda, chatbot é um é um robô que conversa com pessoas reais).Esse era o primeiro passo para implementação do projeto. Eu nunca havia participado da elaboração de um chatbot, então era tudo novo para mim. Mas como os meninos já haviam feito outros chatbots e sabiam o que estavam fazendo em pouco tempo a Rosa já falava.

Porém como tudo que na teoria é fácil, na pratica tivemos alguns problemas. Questões tiveram que ser esquecidas e outras demandas acrescentadas, na hora da elaboração da fala da Rosa! E não só questões técnicas de programação, mas questões que nunca imaginávamos  que seriam um problema, como a maneira que a Rosa ia falar, como ela ia se parecer. Tudo isso eram questões que interferiam na parte da construção de quem a Rosa  ia ser.

Após muitas reuniões e testes a Rosa FALOU! O fluxo foi desenvolvido e ela conversa com o leitor do Correio. Agora entramos na parte de desenvolvimento do dashboard onde os jornalistas terão acesso as pautas enviadas pelos leitores e o teste da Rosa com o público.