Órfã das planilhas

Órfã das planilhas

Órfã_das_planilhas_imagem

Admito, eu sou a louca da organização. Não sei se vocês conhecem a personagem Mônica, do seriado Friends, mas ela é a louca da organização. Claro que, na série, isso é mostrado em um nível caricato e impossível para qualquer pessoa da vida real, mas o fato é que os meus amigos sempre me disseram que eu sou muito como Mônica, e eu acreditava 50% neles. Depois do Correio de Futuro, eu acredito 100%.

Logo no início, eu fui designada para montar as tabelas de imersão, ou seja, montar uma planilha com as editorias que os alunos do Correio de Futuro deveriam passar, e conciliar quem já acompanhou o repórter X com quem ainda falta passar pelos os repórteres Y, Z e W, tudo isso dependendo dos horários que os alunos estavam disponíveis. Era um verdadeiro quebra-cabeça, mas confesso que fiquei até orgulhosa de como as coisas deram certo.

monica_1

Claro que eu quase quis matar quem não colocava os horários que estariam disponíveis na tabela, ou quem me dizia que tinha que mudar de editoria naquele dia, ou fazia pedidos para passar por alguma editoria. Pois é, nem sempre as coisas saíam como eu imaginava, mas faz parte do processo, afinal, estamos inseridos em uma enorme redação e conseguir conciliar todos é uma tarefa bem difícil.

 

Com uma certa frequência, por exemplo, os repórteres não puderam ficar com um Futuro no dia designado por causa da pauta que estava fazendo, ou outro repórter estava de folga no dia que tinha um Futuro com ele, outro trocou de turno naquele dia, entre outras situações. No entanto, depois que isso foi sinalizado, essas ocasiões ficaram cada vez menos recorrentes.

Nas últimas duas semanas de imersão, pude ter acesso à escala de repórteres. Quando isso aconteceu, fiquei sabendo quem estava de folga, de férias e que horas cada repórter trabalhava naquela semana, e assim, consegui executar melhor a tarefa. Ficou muito mais fácil organizar os horários de todo mundo e a escala dos Futuros dava muito mais certo, sem precisar fazer trocas nas editorias.monica_3

Outra coisa necessária para o “organizador” é enviar sempre, para TODOS os repórteres, editores e chefes de reportagens envolvidos na planilha, uma cópia da escala da semana. É bom fazer isso com a maior antecedência que puder, pois assim todos podem responder o e-mail caso aconteça alguma eventualidade naquele dia.

Com o fim da imersão, fiquei órfã das planilhas. Para a minha total surpresa, realmente senti falta delas. A semana acabava e ficava faltando aquela parte de organizar a semana seguinte, ver quem estava faltando passar por qual editoria, enfim, senti falta dessa organização. Foi aí que eu percebi que os meus amigos estavam certos, eu sou mais parecida com Monica do que eu achava que era.