Momento nostalgia

Momento nostalgia

Sinto um cheiro de nostalgia no ar. Entre o fechamento do produto,  os obstáculos,   a correção do texto, em meio aos puxões de orelha das nossas orientadoras: Maria Isís e Bárbara Souza, me pego relembrando bons momentos vividos neste programa.  O tempo não foi generoso nos últimos dias e  sem  aviso prévio, ele passou na velocidade de um cometa.  O último mês do programa chegou ao fim, esperamos ansiosos pelo dia em que nosso produto estará nas bancas, nas redes sociais, nas mãos e nas línguas de milhares de pessoas.

Como não lembrar da surpresa de todos ao saber que a turma só tinha um homem? “Bendito és tu entre as mulheres” ouvimos isso durante muitos dias.  E as palestras? Que a cada dia revelava novas características do jornalismo.  Me recordo das reuniões de sexta, em que a disputa pelo momento de fala era assídua. Maria sempre meiga,  sugando de nós todos os detalhes e as opiniões. Falar das reuniões de sexta é lembrar que Bárbara  não perdia uma piada. Entre as rachaduras da casa,  e a ousadia de Mariana, não faltavam gargalhadas. Melhor não brincar com a memória dessa mulher.

Foram 03 meses intensos.  Grandes amizades nasceram dessa rotina.  Uns altos, outros baixos, pretos, brancos, magros, gordinhos. Uma turma diversificada, mas que se complementou. Trocamos informações, rimos com os causos de Dona Ana, mãe de Andréa, acompanhamos histórias de superação. Bagunçamos a redação do Correio*, ouvimos as longas introduções de Adônis,  morremos de amor pela fofura de Lara.  Acompanhei a experiência fotográfica de Lori.  Compartilhei meus chocolates com Hilza,  ouvi sobre séries com Jasmin e Luana. Aprendi com as intercambistas, Simone e Mariana.  O que fica são as experiências!!

Não foi brincadeira.  Nos empenhamos, fizemos o nosso melhor. Este produto é fruto de muita dedicação, de estresses, de orientações. Fruto de muito amor!