O divulgador que virou cantor gospel

O divulgador que virou cantor gospel

Eu conheço Bero, cujo nome de batismo  é Valdenor Santana,  desde que comecei minha carreira como jornalista. Chegamos a trabalhar juntos no auge das grandes gravadoras quando ele era divulgador  da Philips (Phonogran, Polygram e agora Universal Music) e eu fazia assessoria de imprensa dos lançamentos locais. Na época a gravadora tinha a a nata da MPB em  seu cast: Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Gal Costa, Raul Seixas, Fagner, Luiz Melodia, Chico Buarque, Nara Leão, Vinicius de Moraes e muitos outros.

Sempre ligado ao universo da música, Valdenor Santana(Bero), músico, compositor com passagens, tocando em Trios Elétricos(Marajós, Tapajós), e como divulgador, vendedor durante os anos 70 e 80  na grandes gravadoras; Polygram, Copacabana, Ariola e CBS. Em 1990 migrou e viveu em Tokyo-JP, onde  tornou-se um empresário comercial e artístico, levando nomes consagrados a se apresentarem na terra do sol nascente.

Retornou ao Brasil em 2012, logo após o grande terremoto e tsunami(2011), ocorridos no Japão. Em solo natal, ingressou na UNIRB – Universidade Regional da Bahia. Hoje, agricultor, Bacharel em Direito, e agora se lança como cantor para mostrar suas composições, e já nos presenteia com a primeira. “Quem é ele”, uma música evangélica/gospel, onde retrata um retórica bíblica atual. Já disponível em todas as plataformas digitais.

Só para lembrar. Ele tem músicas gravadas por missinho Missinho – Esse Negro; Gente Brasileira – Nanã; Braga Boys – Chotto Mate Kudasai,(Tema de abertura da novela “A cor do seu dinheiro”, exibida no Japão,
Jair Rodrigues – Chotto Mate Kudasai.