Archive for February, 2016

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) já iniciou as inscrições do processo seletivo para o Programa Jovem Aprendiz. São oferecidas 3,8 mil vagas e formação de cadastro de reserva. Os candidatos devem ter entre 14 e 22 anos completos, exceto se for pessoa com deficiência; estar cursando no mínimo o 9º ano do ensino fundamental; estar matriculado e frequentando a escola, caso não tenha concluído o ensino médio; entre outros requisitos.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas até 13 de março, por meio do preenchimento de um formulário disponível no site dos Correios. Os aprovados serão matriculados no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) para realização de curso de aprendizagem. Na Bahia, as vagas são para Alagoinhas, Barreiras, Camaçari, Eunápolis, Feira de Santana, Ilhéus, Itabuna, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Porto Seguro, Salvador, Santo Antônio de Jesus, Simões Filho, Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista.

VEJA O EDITAL

A empresa oferece salário de R$ 413,33, vale-transporte, vale-refeição ou alimentação e uniforme. O Programa de Aprendizagem será realizado no sistema dual, que é composto pela fase teórica, nas dependências do Senai, e pela fase prática, realizada nas instalações da ECT, sob orientação de um empregado dos Correios devidamente capacitado.

A jornada de aprendizagem será de 20 horas semanais, distribuídas em quatro horas diárias, com duração total de 12 meses consecutivos. O processo seletivo tem validade de um ano, contado a partir da data de homologação, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período.

Comments No Comments »

Quem estuda para concursos públicos sabe que algumas técnicas são fundamentais para alcançar a aprovação. Elas ajudam a otimizar o tempo, que é escasso para a maioria dos concurseiros. A rotina de estudo tem seus altos e baixos. Esta é uma fase delicada, mas muito especial. É o momento de maturação de um projeto maior e desistir não é o melhor caminho. Um dos métodos mais utilizados por aqueles que já chegaram ao cargo público dos sonhos é algo aparentemente simples, mas pouco praticado pelos concurseiros: a resolução de questões. Para tratar deste assunto, o A Toda Prova convidou o advogado Henrique Brito*. Leia mais abaixo:

“A resolução de questões é elixir da aprovação em concurso público. Aliado a fatores como dedicação e foco, o método compõe a fórmula do sucesso. O ideal é que o concurseiro resolva questões de provas de concursos anteriores, mas sem necessariamente descartar aquelas que, porventura, se depare durante os estudos. A prática, sem dúvidas, é uma forma de chegar à perfeição.

Estudar resolvendo questões aprimora o conhecimento e favorece a fixação dos assuntos. Com a prática, também é possível analisar a formatação das questões e a linha de raciocínio utilizado pela respectiva banca na elaboração das provas, tanto no que diz respeito à parte de construção das questões em si, bem como na identificação dos principais assuntos e como são cobrados. Em matéria jurídica, por exemplo, é possível analisar se a banca costuma trabalhar em cima de casos práticos ou se majoritariamente cobra a letra fria da lei.

HNCK4011

O norteamento dos estudos é outra razão para se resolver questões de provas anteriores. O concurseiro precisa ter a noção de que nem tudo que está nos livros é efetivamente cobrado nas provas, caso contrário desperdiçará muito tempo. Percebendo o conteúdo que pode ser exigido pela banca, é possível direcionar os estudos, dedicando uma atenção especial a tais assuntos. Mas cuidado! Tudo que está no edital é suscetível de ser exigido e logicamente precisa ser estudado. A intenção não é descartar determinados assuntos, apenas atribuir uma maior atenção a algumas disciplinas.

É possível ainda diagnosticar quais são as matérias em que há necessidade de intensificar os estudos. Isto é, resolvendo provas anteriores, o concurseiro consegue medir seu índice de desempenho e, com isso, verificar quais assuntos ainda precisa se debruçar com mais afinco.

Provas de diversos concursos estão disponíveis na internet. Mas a prioridade deve ser dada aos sites das organizadoras que disponibilizam as provas já aplicadas (Cebraspe, Fundação Carlos Chagas, Cesgranrio, Fundação Getúlio Vargas…). Há sites que reúnem diversas questões de provas de concursos públicos, os quais, inclusive, possibilitam pesquisas específicas e aprimoradas (porém é preciso ter cuidado com algumas páginas quanto à idoneidade e à veracidade das informações que são disponibilizadas). Além disso, alguns cursos para concursos públicos costumam ofertar simulados gratuitos e específicos, o que é uma ótima forma de testar o conhecimento e o nível de preparação.

Claro que o estudo para concurso não pode se limitar à resolução de questões. Até porque a preparação para as provas é composta por aspectos que vão de uma alimentação saudável e boas noites de sono a dicas específicas sobre metodologia de estudo. A trilha para a aprovação é cansativa e com muitos contratempos, porém, lembre-se: problemas são oportunidades não reveladas“. 

* Henrique Brito é pós-graduando em Direito Tributário pela Faculdade Damásio e pós-graduado em Direito Processual Civil pela Faculdade Baiana de Direito. Bacharel em Direito pelo Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge). Sócio do escritório Parish & Zenandro Advocacia e Consultoria. Monitor da Faculdade Damásio – Unidade Feira de Santana. Autor de diversas obras publicadas em revistas jurídicas especializadas. Advogado, parecerista e palestrante. E-mail para contato: henrique@pz.adv.br.

Leia também:
Quer passar no concurso do INSS? Saiba como se preparar
Entenda como o sono ajuda na preparação para concursos
Conheça os principais métodos de estudo para concursos
Confira dicas de como se preparar para concursos públicos
Saiba como a alimentação ajuda na preparação para concursos

Comments No Comments »

Estão abertas as inscrições do concurso da Marinha que oferece 1860 vagas. As oportunidades são destinadas ao curso de formação de soldados fuzileiros navais (C-FSD-FN) para as turmas I e II/2017. O candidato deve ser do sexo masculino e ter concluído o ensino médio ou curso equivalente, além de ter no mínimo 18 anos e no máximo 21 anos de idade.

Do total, 65 vagas são reservadas aos candidatos que escolherem servir, após o curso de formação, no Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador. A inscrição deve ser feita até o dia 29, pelo site da Marinha. A taxa custa R$ 12.

Os candidatos vão passar por seis etapas de seleção: exame de escolaridade, verificação de dados biográficos, verificação de documentos, inspeção de saúde, teste de suficiência física e exame psicológico. Os aprovados no concurso e classificados dentro do número de vagas serão matriculados no curso e o realizarão na condição de recruta fuzileiro naval (RC-FN).

Durante o curso de formação, o recruta vai receber R$ 642 por mês, como ajuda de custo para despesas pessoais. Mediante a aprovação no curso, o recruta será nomeado soldado fuzileiro naval (SD-FN), quando vai passar a receber remuneração inicial de R$ 1.587.

VEJA O EDITAL

O curso terá duração de 17 semanas e será realizado no Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves (CIAMPA), no Rio de Janeiro, e, simultaneamente, no Centro de Instrução e Adestramento de Brasília (CIAB), localizado em Brasília, em regime de internato e dedicação exclusiva até a formatura.

Composta por questões de Língua Portuguesa e Matemática e com duração de três horas, a prova escrita está marcada para 26 de abril. O concurso será encerrado na data da matrícula no curso de formação.

Comments 2 Comments »

A Prefeitura de Candeias, na Região Metropolitana de Salvador, realiza concurso público destinado ao preenchimento de 255 vagas na área da educação. As oportunidades são para auxiliar de classe, coordenador pedagógico, professor de educação infantil, professor do fundamental I do 1º ao 5º ano, professor de nível fundamental II (nas áreas de ciências físicas e biológicas, língua portuguesa, matemática, geografia, história, educação artística, inglês e educação física) e psicólogo.

Os salários variam de R$ 922,04 a R$ 1.494,95. As inscrições devem ser feitas até 4 de março, por meio do site da Fundação Cefet. A taxa custa R$ 70. Os candidatos vão ser submetidos a uma prova escrita e a uma avaliação de títulos. A prova escrita está marcada para o dia 20 de março, no turno matutino.

VEJA O EDITAL

O cargo de auxiliar de classe exige nível médio completo. Os demais exigem nível superior na área de interesse. O prazo de validade do concurso será de dois anos, contados da data da homologação, podendo este prazo, antes de esgotado, ser prorrogado uma vez, por igual período.

Comments No Comments »

A Câmara Municipal de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, divulgou edital do concurso público destinado ao preenchimento de 14 vagas em cargos de níveis fundamental, médio e superior. Os salários variam de R$ 1.041,37  a R$ 4.382,48.

As oportunidades de nível fundamental são para auxiliar legislativo de limpeza e auxiliar legislativo de segurança. São oferecidas seis vagas para o cargo de assistente legislativo, que exige nível médio completo. As vagas de nível superior são para analista legislativo de expediente e documentação (graduação em qualquer área), analista legislativo de serviços gerais (formação nas áreas de administração, ciências contábeis ou economia) e analista legislativo de assessoria jurídica (graduação em direito).

As inscrições devem ser realizadas no período de 22 de fevereiro a 4 de março, por meio do site da Planejar Concursos. A taxa custa R$ 40 para nível fundamental, R$ 50 para nível médio e R$ 70 para nível superior.

VEJA O EDITAL

As provas serão realizadas na data provável de 10 de abril, em horários e locais a serem definidos, em Lauro de Freitas. Os candidatos aos cargos de nível superior, que se habilitarem com média mínima de 60% de acertos da prova objetiva, serão submetidos a uma prova de títulos com caráter classificatório.

O prazo de validade do concurso será de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois anos, contado a partir da data de
homologação do resultado final.

Comments No Comments »

As provas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estão se aproximando. São oferecidas 950 vagas em cargos de níveis médio e superior, com salários que variam de R$ 4.886,87 a R$ 7.496,09. Toda atenção é pouca neste período de festas. Qualquer distração pode custar o tão sonhado cargo público. A convite do A Toda Prova, o procurador federal Diego Pereira*, que sabe muito bem como é estudar com edital já lançado, preparou um novo texto com dicas para ajudar aqueles e aquelas que estão focados no estudo para este concurso. Leia abaixo:

Estudo

’Mas é Carnaval! (…) amanhã volta tudo ao normal. Deixa a festa acabar. Deixa o barco correr’. Que bom seria transportar esses versos de Chico Buarque para o mundo real dos concurseiros. Quem está estudando para o concurso do INSS (com inscrições abertas até o dia 22) poderia jogar tudo para cima e curtir o Carnaval, afinal, na quarta-feira de cinzas tudo volta ao normal e o estudo seria retomado. Não.

Se você quer, de fato, mudar sua vida pessoal e profissional, por meio da posse em um cargo público, invista em seus estudos, mantenha o foco e tenha certeza que a aprovação é uma consequência. Este concurso para o INSS tem sido um dos mais esperados de todos os tempos, neste sentido, resolvi sanar as dúvidas mais comuns dos candidatos a uma das vagas deste certame.

Organizadora

Inicialmente, é interessante falar da organizadora do concurso. A Cebraspe (antigo Cespe/UnB) caracteriza-se pelo modo peculiar de elaboração de provas, tanto em relação ao que é perguntado quanto ao modo de correção da prova. Por exemplo, o direito se transforma a cada dia e a jurisprudência dos tribunais representam a evolução de que estamos falando.

O Cespe/UnB entende que o candidato deve acompanhar toda essa mudança jurisprudencial. Isso requer uma preparação especial por parte dos candidatos, que é a leitura dos boletins de jurisprudência, além dos entendimentos contidos em Enunciados e Súmulas. Esta dica vai especialmente para quem for fazer a seleção para o cargo de Nível Superior. Este tipo de conhecimento é obtido mais facilmente através de livros voltados para concurso e aulas preparatórias.

Jurisprudência e leis

Embora o Cespe/UnB tenha variado suas avaliações com a cobrança de jurisprudência e o texto de lei, ainda assim prevalece o uso da primeira sistemática. Assim, o candidato que vai realizar provas desta instituição (cargo de Analista) deve ficar atento ao que foi decidido no Supremo Tribunal Federal (STF), Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Enunciados da Turma Nacional de Uniformização (TNU). Os Enunciados da TNU apenas no que se referem à matéria Direito Previdenciário. #FocoNaJurisprudência!

Mas é importante lembrar que diante de inúmeras questões alvo de recursos, o Cespe/UnB tem cobrado, cada vez mais, entendimentos mais consolidados e ao mesmo tempo conteúdo com previsão na lei. Desta forma, dê igual importância ao estudo da lei, ainda que a banca seja Cespe/UnB, com o diferencial que o estudo de jurisprudência deve se manter em seu planejamento. #FocoNasLeisPrevidenciárias!

Já para o cargo de Nível Técnico, a recomendação é manter o foco no estudo da famosa ‘lei seca’. Memorize os artigos de lei e vá com tudo para cima do Cespe.

Para a avaliação da disciplina Língua Portuguesa, atente-se para a interpretação de texto, que envolve mais de 70% da avaliação e, nas vésperas da prova, leia cuidadosamente o Manual de Redação da Presidência da República, cujo conteúdo será cobrado na parte gramatical da prova. #FocoNoManualDeRedaçãoDaPresidencia!

Pontuação

E não se deve esquecer a sistemática de avaliação realizada por esta banca: aqui o candidato é apenado pelo erro. Cuidado!!!! Como neste edital o desconto é paritário (1 erro elimina 1 acerto), evite marcar as questões que não sabe. Lembrando que a não marcação do item por parte do candidato não implica penalidade. Em uma prova de 120 itens como esta, o conselho é que se marque apenas o que se tem certeza, mas sem deixar mais de 20 itens sem marcação.

A mensagem final é esta: mantenha o #FocoNosEstudos e brinque seu Carnaval de forma comedida, tendo em vista que, quando se tem Edital aberto, o momento é de acelerar os estudos. Tudo valerá a pena e no próximo Carnaval, já empossado, você dirá: ‘Eu nado em dinheiro (….) Nasci pra sambar’”.

* Diego Pereira é mestrando em Direitos Humanos pela Universidade de Brasília (UnB). Pós-graduado em Direito Público pelo Instituto Unyahna/Salvador. Graduado em Direito pela Universidade Federal da Bahia (Ufba). Aprovado nos concursos de Procurador do Estado da Bahia e Advogado do BNDES. Ex Analista Jurídico do MPU (MPF). É Procurador Federal e autor do livro ‘Sinopse da Aprovação’ (Editora Viva Direito).

Leia também:
Entenda como o sono ajuda na preparação para concursos
Conheça os principais métodos de estudo para concursos
Confira dicas de como se preparar para concursos públicos
Saiba como a alimentação ajuda na preparação para concursos

Comments 6 Comments »


Warning: readfile(../ga.txt): failed to open stream: No such file or directory in /home/correiodb/correio24horas.com.br/blogs/a-toda-prova/wp-content/themes/mandigo/footer.php on line 356