O grupo de WhatsApp é nomeado de  ‘nenês 👶🏻’. Nele estão o sagitariano e cirurgião dentista Junior Araújo, 25 anos, o canceriano e estudante de Jornalismo Itainã Ribeiro, 25,  e o pisciano e estudante de Educação Física Luis Carlos, 20. Longe das convenções sociais e padrões estabelecidos pela sociedade, eles formam um trisal desde abril de 2018.

A história do trisal começou graças às redes sociais. “Eu e Júnior já tínhamos um relacionamento de 6 anos, no ano passado eu conheci Luis por meio do Instagram e marcamos de sair os 3, pegamos um cinema juntos e aconteceu de ficarmos, a sintonia foi muito forte, continuamos conversando e sem nem perceber já estávamos juntos…”, conta Itainã.

Amor sem tamanho!

Amor sem tamanho!

Luis explica que o trisal está junto o tempo todo. “Somos namoridos rs, estamos juntos praticamente todo tempo, dividimos afazeres domésticos e tudo mais…”, destaca.

Se em um casal o ciúme já é um problema como seria num trisal? Eles contam que o ciúme não tem morada na relação deles, mas que é preciso ter muito jogo de cintura. “Entre os três não há ciúmes, já em relação as pessoas de fora é necessário muita maturidade e jogo de cintura para driblar os flertes….”, conta Júnior.

Nos últimos tempos os relacionamento poliamorosos têm ganhado mais visibilidade, mas isso não é sinônimo que o preconceito não cresce também. Júnior explica que, infelizmente, há pessoas que julgam o relacionamento deles como algo promíscuo, mas que isso não abala a força do amor entre eles.

“Nós temos a sorte de não vivenciar, no nosso meio, preconceito pelo fato de termos uma relação poliamorosa, todos que nos cercam nos apoiam e gostam de estar com a gente, mas é claro que existem pessoas alheias que julgam como promiscuidade, pecado, ou que digam que não existe amor, mas nós passamos por cima desse tipo de comentário, a certeza do nosso sentimento é suficiente para a gente”, ressalta Júnior.

O trisal  ainda tem um plus na redação de uma ‘quarta pessoa’. Itainã é ator transformista e vive a personagem Duda Baroni, que é atual Miss Salvador Gay 2018.  “Os  dois me aceitam e me incentivam. Junior faz minha make e Luís me auxilia em tudo. Tenho muita sorte em ter dois amores na minha vida!”, conta Itainã.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Família e relacionamento
Já imaginou revelar para sua família que é gay e ainda por cima com dois namorados. Foi o que aconteceu com Luís. Os meninos contam que as famílias são tão integradas à relação que ficam no pé deles com as saídas e baladas (como toda mãe)!

“Minha mãe e a de Junior são mães super descoladas. Acreditam que se está nos fazendo bem, então está tudo bem rs
A mãe de Luís ficou surpresa pois ele se assumiu gay e com dois namorados( até então ele era “hétero”).
As três mães se conhecem e temos até um grupo no WhatsApp com nós três e nossas três mães que sempre estão preocupadas com as nossas saídas para baladas, viagens “, lembra Itainã.

Com as mamães: amor e compreensão

Com as mamães: amor e compreensão

Sabemos que no universo LGBT as relações entre gays são hipersexualizadas. Os meninos acreditam que o amor deles é a chave para que isso não seja fetichizado. “Nós acreditamos no nosso amor. Não precisamos estar mostrando ou provando algo pra alguém … Sabemos o que sentimos”, ressalta Luís.

Obviamente (você, leitor curioso) você deve estar pensando como um casal funciona sexualmente falando. Os meninos tiram as dúvidas e ainda fazem canção: “Rola com um, com outro, com os três … Como diz Claudia Leitte : “ é amor toda hora, é amor toda hora … 🎶 rs”, sintetiza Itainã lembrando que sempre respondem dos curiosos perguntas como ‘Sério que vocês namoram ?”, “Não tem ciúmes ?”…

Foto: Acervo Pessoal

Foto: Acervo Pessoal

Num trisal, os meninos explicam que o gerenciamento das individualidades é o mais complicado. “Gerenciar 3 personalidades, gostos e opiniões diferentes, por mais que gente encontre muita coisa em comum nos 3, acertar as divergências é o que mais difícil. Cada pessoa é um ser, com seu tempo e com sua individualidade, o importante é sempre ouvir,se comunicar, ser compreensível e mostrar cuidado uns com os outros”, ressalta Luís.

Ah, eles mantém um instagram onde contam as histórias deles. Clique aqui e siga.

15 de janeiro de 2019
trisal

Conheça o trisal formado por três homens de Salvador: ‘amor não tem limite’

O grupo de WhatsApp é nomeado de  ‘nenês 👶🏻’. Nele estão o sagitariano e cirurgião dentista Junior Araújo, 25 anos, o canceriano e estudante de Jornalismo Itainã Ribeiro, […]
27 de agosto de 2018
DineyAraújoDivulgação5

Espetáculo que discute LGBTfobia volta aos palcos dentro da programação do ‘Setembro é Gayboa’

Em setembro, no mês da diversidade, o espetáculo ‘Criança viada ou de como me disseram que eu era gay’ volta em cartaz na programação do ‘Setembro […]
27 de agosto de 2018
carol

Senta que lá vem história…5 livros sobre lésbicas para se deliciar, se divertir, rir, chorar, etc

Por Clarissa Pacheco (@clarissa_pacheco) Ler é, definitivamente, uma das minhas paixões. Gosto de ler sobre quase tudo, mas é claro que a gente fica mais feliz […]
27 de agosto de 2018
03092017GSParada2

Parada do Orgulho LGBTQ+ do Subúrbio acontece neste domingo (2)

O Subúrbio de Salvador vai parar para a diversidade passar. Acontecerá no próximo domingo (2) a 7ª Parada do Orgulho LGBTQ+ do Subúrbio. Este ano o tema […]
27 de agosto de 2018
leocastilho

Segunda edição do ‘Diversilibras’ acontece em setembro em Salvador

Inclusão e diversidade! Esses são alguns dos motes da segunda edição do Diversilibras, evento que acontecerá no dia 21 de setembro no Teatro Experimental da Escola de […]