anittaf
Veja as datas já confirmadas até agora dos shows do Festival da Virada Salvador
5 de dezembro de 2018
mv
Cicinho de Assis e Psirico são convidados do Cortejo Afro nesta segunda (10)
6 de dezembro de 2018

Projeto Diversilibras, da Bahia, vence edital LGBT+ Orgulho

Concorrendo com mais de 300 projetos, o Diversilibras, da Bahia, foi um dos vencedores do edital LGBT+ Orgulho, iniciativa criada pelo Itaú Unibanco e Mais Diversidade.  O anúncio foi feito durante o “Fórum Out & Equal Brasil 2018, realizado em São Paulo (SP).

Os ganhadores são projetos selecionados a partir de uma lista de 10 finalistas, de diferentes regiões do País: Nordeste, Norte, Centro-Oeste, Sul e Sudeste.

O Itaú Unibanco destinou uma verba extra de R$ 160 mil, além dos R$ 200 mil previstos inicialmente no edital. Assim, além dos quatro projetos que receberão R$ 50 mil, outros quatro receberão R$ 40 mil. Todos os 10 finalistas contarão com mentoria da Mais Diversidade, assim como apoio de divulgação de suas ações. Além disso, os projetos de pessoas físicas contarão com apoio do Itaú Unibanco na formalização de suas ideias.

Os projetos selecionados foram avaliados por especialistas do Itaú, consultoria Mais Diversidade e representantes da comunidade LGBT+. Foram considerados aspectos como representatividade regional e atuação em conjunto com outros pilares da diversidade, como raça e etnia, gênero, pessoas com deficiência, idade, gerações e refugiados, assim como os de caráter cultural, educacional, esportivo ou social.

Conheça abaixo os quatro selecionados para receber o apoio de R$ 50 mil:

Biblioteca Comunitária Cassandra Rios: ateliê de leitura e escrita LGBT+, de Brasília. É um espaço de cultura com foco na literatura e trajetória de escritores LGBT.

Casa das Negas, de Fortaleza. É um espaço de cultura e formação de mulheres negras LGBT+ na periferia da capital cearense.
Diversidade no Empreendedorismo de Jovens Rurais, no Ceará. O projeto estimula ações de empreendedorismo entre jovens LGBT+ de cinco municípios do sertão cearense.
Mulheres Negras LGBTs das Águas e das Florestas: Resistência, Empoderamento e Empreendedorismo Comunitário na Região da Transamazônica e Xingu. O projeto fomenta o empreendedorismo de mulheres negras LGBT+ que vivem nas regiões da Transamazônica e Xingu.

Conheça abaixo os quatro selecionados para receber o apoio de R$ 40 mil:

Direitos e Saúde para a População LGBT de Roraima. Iniciativa que prevê o acolhimento da população venezuelana LGBT+ refugiada que chega a Boa Vista diariamente.

DIVERSILIBRAS – Comunidade Surda e Pessoas LGBTs com Deficiência. De Salvador, o projeto envolve a produção de conteúdo para a comunidade LGBT com deficiência.
Festival de Cultura, Cidadania e Direitos Humanos LGBT de Favelas. Localizado no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, é um festival de cultura de diversidade realizado em uma das maiores comunidades do País.

CAPACITRANS, da Zona Oeste carioca, trata-se de um projeto que estimula formação profissional para a população LGBT+ em situação de vulnerabilidade, com foco em pessoas trans.

Os outros dois finalistas que receberão mentoria do Itaú e/ou apoio da Mais Diversidade são:

MoocLGBTI+ – Pessoas Talentosas fazem a Diferença, de Curitiba.
ROLEGBT na Quebrada.

 

 

Jorge Gauthier
Jorge Gauthier
Jornalista, adora Beyoncé e não abre mão de uma boa fechação! mesalte@redebahahia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *