ator
Ator pornô Daniel Carioca fará show com sexo ao vivo em Salvador
10 de agosto de 2019
thais
Livros com 31 narrativas de mulheres lésbicas serão lançados em Salvador
10 de agosto de 2019

Justiça dará gratuidade para pessoas trans carentes em cartórios da Bahia

provimento

A Justiça baiana deu um passo importante nesta sexta-feira (09) para a população trans. O Tribunal de Justiça baiano – TJBA, por meio de sua Corregedoria Geral, assinou provimento que permite gratuidade para pessoas trans em situação de carência financeira que desejem alterar nome e gênero no Registro Civil. O ato também conto com a parceria da Associação dos Registradores Civis das Pessoas Naturais do Estado da Bahia e da Defensoria Pública do Estado da Bahia.

“Desde que iniciamos o atendimento de alteração e adequação de nome e gênero de pessoas trans, não havia ainda o Provimento do Conselho Nacional de Justiça – CNJ, e tínhamos que dar entrada em ações judiciais. Veio o Provimento do CNJ, que já facilitou de uma forma muito maior a possibilidade de acesso dessas pessoas, mas ainda havia um entrave por conta da dificuldade financeira de arcar com os custos dos documentos necessários para que essas pessoas pudessem adequar nome e gênero. Era um direito no papel, mas que agora se materializa com essa assinatura”, relatou a defensora pública Eva Rodrigues, que representou a coordenação de Direitos Humanos da DPE/BA.

Primeira mulher transexual a exercer função de assessora parlamentar da Assembleia Legislativa, Paulett Furacão comemorou a conquista. “Quanto mulher trans que sou e militante há mais de quinze anos, eu percebo que há um crescimento nas políticas públicas no Estado da Bahia. Muita reparação ainda precisa ser feita, mas é importante exaltar a importância desse momento para nós, que, em sua grande maioria, não tem condições de arcar com as despesas de cartório”, disse.

Arpen e DPE/BA haviam se reunido no dia 14 de maio no gabinete da Corregedoria do TJ, solicitando o provimento. Também presentes na assinatura do termo o presidente da Associação, Daniel Sampaio; e os diretores, Andreza Guimarães e Eriko Rodrigues.

A Defensoria fará um mutirão para retirada de documentação por pessoas trans no dia 19 de setembro.

Jorge Gauthier
Jorge Gauthier
Jornalista, adora Beyoncé e não abre mão de uma boa fechação! mesalte@redebahahia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *