A primeira unidade de saúde do Norte e Nordeste a adotar o conceito Hospice Care ou Cuidados Paliativos, a Clínica Florence, será inaugurada dia 27, às 19h, em Nazaré, e começa a funcionar ao público a partir do dia 03 de maio. A Florence vai atender a dois públicos distintos: pacientes que precisam de cuidados paliativos, com doenças crônicas, ameaçadoras à continuidade da vida, com internações frequentes, que exigem cuidados especiais, e em reabilitação, internados em hospitais de alta complexidade e que necessitam de um cuidado temporário de transição, para se reabilitar e retornar às suas residências. O diretor executivo e cardiologista, Lucas Andrade, e equipe vão recepcionar os convidados na noite de inauguração.

A clínica tem 3000 m² de área construída, três pavimentos, 31 suítes, sendo 25 individuais e seis enfermarias duplas, e um jardim externo. As instalações têm iluminação e ventilação naturais – elementos centrais para o paciente. Os quartos têm painéis magnéticos para fixar fotos e podem ter outros objetos pessoais, permitindo um ambiente mais customizado. É permitido ao paciente receber visitas de crianças e animais de estimação, desde que programadas com antecedência.

A Florence foi projetada pelo arquiteto baiano Adriano Mascarenhas, que estudou a fundo as instalações Hospice em países europeus, e oferece uma atmosfera mais pessoal e aconchegante. A interação entre pacientes e familiares é constante e mais flexível que em uma internação convencional: visitas 24 horas por dia; refeições customizadas, inclusive com a participação de familiares; datas especiais podem ser comemoradas, e familiares podem ter acesso constante à equipe de saúde multidisciplinar, formada por médicos, enfermeiros e psicólogos especialistas em cuidados paliativos, fisioterapeutas, nutricionistas, assistente social, terapeuta ocupacional e conselheiro espiritual.

SERVIÇO

Endereço: Rua. Bela Vista do Cabral, 271 – Nazaré.

http://www.clinicaflorence.com.br/

 

Comments No Comments »

O tempo de evolução e recuperação do paciente vai depender dos cuidados, da identificação precoce dos sintomas e das intervenções médicas que ele vai receber na emergência. Esse atendimento, de importância vital, será discutido nesta sexta-feira (31) e sábado (01), no II Simpósio de Urgências e Emergências Clínicas do Hospital Cárdio Pulmonar. O encontro, destinado à classe médica de Salvador e estudantes da área, será realizado na Faculdade Bahiana e tem o patrocínio da Vitalmed.

Durante o Simpósio, os participantes vão poder conferir palestras, ouvir relatos dos desafios cotidianos de uma emergência clínica, participar de workshops e interagir via sistema eletrônico de perguntas e respostas. A médica da Vitalmed, Diana Serra, integra o rol de palestrantes com o tema ‘Atendimento Pré-Hospitalar e Emergência: Integrando Fluxos’, no dia 31. Assuntos como Sepse, Hiponatremia, Insuficiência Renal Aguda na Emergência são alguns dos temas que serão discutidos na ocasião. Mais informações: http://www.cardiopulmonar.com.br/

 

Serviço:

Quando: 31.03 e 01.04
Onde: Faculdade Bahiana – Auditório da EBMSP (Campus Cabula)
Horário: Dia 31 (das 18 às 21h) | Dia 01 (das 8h30 às 18h)
Inscrições: educacaocontinuada@cardiopulmonar.net.br | 71 3034.7123
Investimento: Estudantes – R$ 60 | Profissionais – R$100

Comments No Comments »

No próximo dia 4 de abril será realizada a abertura da Sessão de Emergências do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS). A iniciativa tem como objetivo de fomentar a área de Urgência e Emergência como tópico essencial na formação dos profissionais de saúde, a Sessão de Emergências do HGRS, de acordo com o programado, será realizada todas as terças-feiras, no mesmo horário e local do encontro inicial. É gratuita e tem como público-alvo os estudantes e residentes de medicina, enfermagem e fisioterapia.

Consta na metodologia da atividade discussão de casos clínicos, revisão de tópicos relevantes, aulas expositivas e participativas, opinião de convidados e especialistas em cada área, discussão virtual em rede social e treinamentos por simulação. No brainstorming, abordagem sobre diagnóstico e tratamento menor que cinco minutos.Os encontros terão 60 minutos de duração, cada um, e haverá emissão de certificado para quem cumprir 50 horas presenciais. Apoiam as sessões o HGRS, a Sesab e a Associação Brasileira de Medicina de Urgência e Emergência (Abramurgem). O médico e professor André Durães é o responsável pela coordenação do evento.

Informações adicionais podem ser obtidas pelo e-mail andreduraes@gmail.com.

Comments No Comments »

 

O Hospital Humberto Castro Lima realiza, de segunda à sexta-feira, das 7h às 16h, o Mutirão da Catarata. Por meio do serviço, são oferecidos atendimentos gratuitos de triagem para pacientes de Salvador a partir de 60 anos ou com idade inferior, desde que esteja com requisição médica ou relatório médico informando diagnóstico de catarata.

 

Após a confirmação do diagnóstico, os pacientes são encaminhados para a cirurgia de catarata, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Para usufruir do atendimento, é preciso comparecer à recepção do Atendimento do SUS do Hospital Humberto Castro Lima e fazer o agendamento do serviço, levando identidade, cartão do SUS e comprovante de residência.

 

Dados da Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO) apontam que a principal causa de cegueira evitável ou curável no Brasil e na América Latina, em geral, é a catarata. A doença atinge, principalmente, a população com mais de 60 anos, mas é curável cirurgicamente.

 

No Brasil são realizadas aproximadamente 280 mil cirurgias de catarata através do SUS. A médica oftalmologista do Hospital Humberto Castro Lima, Dra. Verônica Castro Lima explica que a principal causa da catarata é a idade, porém outros fatores e doenças podem estar associados ao seu desenvolvimento, tais como o diabetes, o tabagismo e o uso de certas medicações, como os corticosteroides.

 

O diagnóstico deve ser feito por um oftalmologista, através de exames detalhados que podem indicar o tratamento específico para cada tipo de catarata, “embora ele seja exclusivamente cirúrgico, pois não existem colírios ou medicações que eliminem a doença”, observa a médica. Segundo ela, a técnica cirúrgica mais moderna e aplicada é chamada de facoemulsificação, que utiliza o ultrassom para aspirar a catarata do campo visual”.

 

Catarata

A catarata é uma opacidade do cristalino (lente natural do olho). Os indivíduos portadores da catarata apresentam a visão nublada, como se olhassem por uma janela embaçada ou enevoada, dificultando as tarefas cotidianas, como ler, dirigir um carro ou até mesmo interpretar a expressão das pessoas.

Mais informações poderão ser obtidas no telefone (71) 3173-8238.

Serviço

O que: Mutirão de Catarata

Público-alvo: Munícipes de Salvador.

Pacientes a partir de 60 anos de idade.

Pacientes com idade inferior a 60 anos com requisição ou relatório médico informando diagnóstico de Catarata.

Documentos: RG, Cartão do SUS e Comprovante de Residência.

Onde: Rua Pedro Lessa, nº 118 – Canela – Salvador/BA

catarata2

Comments No Comments »

pele carnaval

O Carnaval se aproxima e quem curte a folia momesca nos circuitos de desfile dos trios elétricos precisa estar atento aos cuidados com a audição, afinal o importante é se divertir, mas sem descuidar da saúde.

A exposição ao som muito alto pode prejudicar a audição, causando sensação de pressão nos ouvidos, zumbido, dificuldade para ouvir no mesmo dia ou no posterior e até consequências mais graves, como explica a otorrinolaringologista, Clarice Saba. “Distúrbios do labirinto, ansiedade, nervosismo e até mesmo a perda da audição são alguns dos sintomas de quem passa muito tempo exposto ao barulho muito forte”, explica a especialista. No Brasil, a Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia estima que 15 milhões de pessoas tenham algum tipo de perda auditiva.

Para curtir a festa ao máximo e com qualidade, Clarice Saba dá algumas dicas simples: “O ideal é manter uma distância segura, de no mínimo 50 metros do trio (96 decibéis). Quem prefere curtir a festa nos blocos recomenda-se que fique, pelo menos, a 10 metros dos aparelhos de som, além do uso de protetores auriculares para diminuir o impacto da música alta nos ouvidos. É importante ressaltar que com as crianças esses cuidados precisam ser redobrados”, orienta.

Comments No Comments »

Atualmente não existe cura para a doença de Alzheimer e seu diagnóstico ainda é de difícil obtenção. Entretanto, quanto mais precoce for a descoberta, mais opções terapêuticas e intervenções são oferecidas ao paciente podendo, inclusive, retardar o avanço da doença. Pensando nisso, os pesquisadores dos Departamentos de Química (DQ) e de Gerontologia (DGero) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Ronaldo Censi Faria, Márcia Regina Cominetti, Tássia Regina de Oliveira, Camila Regina Erbereli e Patricia Regina Manzine Moralles, desenvolveram uma tecnologia com nova molécula biomarcadora – o ADAM10 – que permite o diagnóstico do Alzheimer em um simples exame de sangue, diferente de outras opções disponíveis que envolvem exames invasivos e com custo elevado. A patente intitulada “Dispositivo para detecção do biomarcador ADAM10 para o diagnóstico da Doença de Alzheimer, método de aplicação do referido dispositivo, uso do dito dispositivo para diagnóstico da Doença de Alzheimer, método de aplicação de Elisa para diagnóstico da Doença” utiliza amostras de sangue que permitem diferenciar idosos saudáveis e doentes ou com predisposição ao Alzheimer, além de detectar diferentes estágios da doença – do transtorno neurocognitivo leve ao estágio mais avançado. Para realizar o diagnóstico, uma pequena quantidade de sangue é tratada com partículas magnéticas modificadas que são capturadas com o uso de imã, e sua concentração é determinada com um dispositivo sensor descartável – que pode ser construído de maneira simples e com materiais brasileiros. A partir daí, o nível do biomarcador tende a aumentar dependendo do grau do transtorno neurocognitivo, permitindo monitorar o nível do biomarcador no sangue do indivíduo para auxiliar o diagnóstico precoce e o monitoramento da doença. A ideia da invenção surgiu a partir de conversas entre os grupos de pesquisa dos docentes Ronaldo Censi Faria e Márcia Regina Cominetti. No DGero, o Laboratório de Biologia do Envelhecimento (Laben) buscava novos biomarcadores para a doença de Alzheimer; enquanto no DQ, o Laboratório de Bioanalítica e Eletroanalítica (LABiE) trabalhava no desenvolvimento de métodos simples e de baixo custo para a detecção de biomarcadores. Desde o início das atividades, foram cerca de onze meses de trabalho para o desenvolvimento da patente. O Alzheimer é uma das doenças associadas ao envelhecimento populacional com impacto social e econômico na saúde pública, sendo a principal causa de demência em idosos. De acordo Faria, embora muitos avanços tenham surgido na identificação de mecanismos moleculares envolvidos na doença, ainda não são totalmente conhecidas as maneiras de preveni-la, daí a importância de sua detecção antecipada. “Nós acreditamos que o diagnóstico precoce é a chave para o controle da progressão da doença, afinal há maiores chances de tratar os sintomas e aumentar a expectativa e qualidade de vida do paciente”, afirma o pesquisador. O principal diferencial desta patente é que não há nenhum exame de sangue de rotina para o diagnóstico de Alzheimer disponível no mercado. O diagnóstico geralmente é realizado por meio de exame clínico com especialistas, sendo que os exames laboratoriais envolvem o uso de técnicas de imagem – tomografia computadorizada e ressonância magnética. Além desses exames possuírem custo elevado e demandarem centros e profissionais especializados, eles se baseiam em danos neurológicos já existentes. “Os exames atuais não são eficientes para detectar sintomas iniciais da doença e, principalmente, não são viáveis para a análise de rotina”, explica Faria. O uso de biomarcadores presentes no sangue associado a dispositivos sensores para o diagnóstico do Alzheimer apresenta uma série de vantagens frente aos demais procedimentos como curto tempo de análise e baixo custo, podendo ser aplicado em análises de rotinas em laboratórios, postos de saúde e clínicas. No entanto, a tecnologia ainda não está disponível no mercado e, no momento, os pesquisadores buscam parcerias e empresas interessadas em fabricar e disponibilizar os dispositivos para comercialização.

Alzheimer UFScar

Comments No Comments »

Começa hoje e prossegue até o dia 24 , o Saúde sem Fronteiras Odontomóvel no bairro de São Caetano. Neste período, a unidade móvel estará estacionada no final de linha do bairro, junto à Igreja Católica, proximidades da Unidade de Emergência. O atendimento está sendo feito em uma carreta, composta por conjuntos odontológicos, onde trabalham, simultaneamente, até sete dentistas. Serão 100 atendimentos diários.

No Odontomóvel são ofertados serviços gratuitos de restauração, cirurgias de alta e baixa complexidade, tratamento de canal, colocação de coroa provisória, aplicação de flúor, exame radiológico, periodontia (tratamento de gengiva), entre outros. Enquanto aguardam, os pacientes são orientados sobre os cuidados com a saúde bucal. Para o atendimento, as pessoas devem levar o Cartão do SUS, documento de identidade e comprovante de residência.

A ação itinerante do Odontomóvel, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), tem como objetivo ampliar e qualificar o acesso à assistência odontológica em comunidades baianas com carência nessa especialidade e também de vulnerabilidade social

Comments No Comments »

Principal ferramenta para a detecção precoce do Câncer de Mama, o exame de Mamografia ainda é ignorado por milhares de mulheres. No Dia Mundial do Câncer (4 ), a Bradesco Saúde alerta para o percentual de mulheres que não fazem anualmente o exame. Segundo dados do Comitê de Saúde da seguradora, no último ano, 51,46% das mulheres acima de 40 anos não realizaram a mamografia em 12 meses, conforme protocolo recomendado pela Sociedade Brasileira de Mastologia. Esse percentual cai para 38,75%, quando o período avaliado é de 24 meses passados. O universo da pesquisa envolve 2,2 milhões de segurados que fazem parte das empresas que possuem o Comitê de Saúde. O câncer de mama é o principal causador de morte na população feminina. De acordo com estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca), cerca de 58 mil casos da doença foram diagnosticados no Brasil em 2016.

Comments No Comments »

Alterações na pele que cobre o pênis, tais como nódulos, inchaços ou feridas com secreção e sangramento, podem ser sinais de câncer. Embora nem sempre sejam indicadores da doença, a atenção a esses sintomas é muito importante porque quanto mais cedo for detectado um possível tumor, maiores as chances de evitar o agravamento do problema.

 

Segundo o urologista diretor da Clínica do Homem, Francisco Costa Neto (CREMEB – 9264), na maioria das vezes este tipo de câncer acomete homens com idade acima de 50 anos, sobretudo aqueles que não foram submetidos à circuncisão (remoção do prepúcio, pele que reveste a glande – a “cabeça” do pênis). A doença está relacionada à inadequada higiene íntima e também à infecção pelo vírus HPV (papiloma vírus humano), como sugerem alguns estudos.

 

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Brasil esse tipo de tumor representa 2% de todos os tipos de câncer que atingem o homem, sendo mais frequente nas regiões Norte e Nordeste. O baixo índice, no entanto, não deve ser subestimado, principalmente se levarmos em conta a subnotificação dos casos. “Em geral, as lesões iniciais são indolores, levando a um diagnóstico pouco preciso da doença”, ressalta o urologista.

 

Tratamento – Ao ser detectado, o câncer de pênis é tratado cirurgicamente, na maioria das vezes. “Se diagnosticado precocemente, o tumor pode ser removido com pouco ou nenhum dano ao pênis”, informa Francisco Neto. Caso contrário, a remoção do órgão por inteiro pode ser necessária. Além disso, a quimioterapia geralmente é indicada em casos de doença avançada ou metastática. Em alguns casos, a radioterapia pode ser considerada.

 

“Ao detectar qualquer anormalidade na aparência do órgão, deve-se procurar o quanto antes um especialista, porque somente assim o paciente vai garantir o tratamento adequado com real possibilidade de recuperação”, alerta o médico. O uso de preservativo nas relações sexuais é outro cuidado importante, bem como a cirurgia de fimose. “O procedimento expõe a glande, impedindo o acúmulo de esmegma – secreção que sai do pênis – e facilitando a higienização do local”, diz o diretor da Clínica do Homem.

 

Fatores genéticos podem predispor o homem ao câncer de pênis, mas a higiene íntima adequada contribui decisivamente para evitar a doença. “Puxar o prepúcio e lavar a glande com sabão e água corrente é fundamental para que o esmegma não se acumule e cause lesões cancerígenas”, orienta o especialista.

Comments No Comments »

 

Para comemorar seus 15 anos de fundação, o NTCO (Núcleo de Tratamento e Cirurgia da Obesidade) será reinaugurado hoje às 19h30, com novas instalações. Dirigido pelos cirurgiões bariátricos Erivaldo Alves, Adriano Rios e Leonardo Vinhas, o NTCO atua no tratamento clínico e cirúrgico da obesidade e suas comorbidades. Como agente social e centro de referência na luta contra a obesidade, o Núcleo conta com equipe multidisciplinar completa com cirurgiões, endocrinologista, nutricionistas, psicólogos, pneumologista, médicos clínicos, educador físico, fisioterapeuta e fonoaudiólogo, e disponibiliza todo suporte necessário para uma abordagem integral do paciente.

A sede da clínica fica na Rua Agnelo de Brito, 187, Centro Henry Dunant, na Federação.

 

Tecnologia de ponta no combate à obesidade

Para avaliar a quantidade de energia que uma pessoa gasta em repouso, ou seja, a taxa metabólica basal, o NTCO conta com um aparelho de ponta para realização do exame de calorimetria indireta. O exame consegue identificar se o paciente é normo, hipo ou hipermetabólico. Com base nesta avaliação, é possível elaborar um plano alimentar individualizado e facilitar a adesão ao tratamento de emagrecimento. Método seguro, prático e não invasivo, o aparelho estima o gasto energético por meio da determinação das trocas gasosas pulmonares, ou seja, do volume do oxigênio consumido (VO2) e do volume do gás carbônico produzido (VCO2) durante o ciclo respiratório.

Sabe-se que pessoas com hipermetabolismo respondem melhor aos tratamentos para emagrecimento, costumam perder peso com mais facilidade e tendem  a sustentar a perda. Já o quadro de hipometabolismo parece estar relacionado com perda insatisfatória de peso e maior chance de reganho de peso, independente do tratamento. A classificação do individuo em normo, hipo ou hipermetabólico, possibilita orientação adequada quanto à ingestão calórica, velocidade de perda de peso, tipo e intensidade do exercício físico, maior ou menor chance de reganho de peso ou falha do tratamento instituído. Na prática, a avaliação do gasto energético possibilita a elaboração de planos alimentares individualizados e personalizados para indivíduos saudávei s ou enfermos, favorecendo uma perda de peso mais fisiológica, sem restrições calóricas excessivas, minimizando a chance de complicações nutricionais e amenizando as dificuldades enfrentadas no processo de emagrecimento e na mudança do comportamento alimentar e estilo de vida.

Tanto a hipoalimentação quanto a hiperalimentação trazem efeitos nocivos para o individuo. A primeira está associada com o uso de proteína como substrato energético, fadiga, disfunções orgânicas e diminuição da imunidade. Já a hiperalimentação pode provocar esteatose hepática (gordura no fígado), hiperglicemia (elevado nível de glicose no sangue), utilização inadequada dos macronutrientes, depósito excessivo de gordura corporal.

Outro exame importante para a elaboração de um programa alimentar e de condicionamento físico individualizado é a Bioimpedância, também disponível no NTCO. O exame avalia a composição corporal, ou seja, quanto do peso do paciente é gordura, músculo, água, etc. Além de ajudar a traçar uma meta realista de perda de peso, possibilitar o cálculo preciso do peso ideal e a prescrição de um treino com exercícios totalmente específicos, a bioimpedância pode ser usada para monitorar o efeito do tratamento, como ganho de massa magra, perda de gordura, melhora da hidratação e controle da retenção hídrica, dentre outros.

 

Comments No Comments »


Warning: readfile(../ga.txt): failed to open stream: No such file or directory in /home/correiodb/correio24horas.com.br/blogs/correio-saude/wp-content/themes/mandigo/footer.php on line 356