Magnata do sucesso

Magnata do sucesso

Uma das bandas de maior sucesso na atual cena do pagode baiano, a La Fúria, comandada por Bruno Magnata, costuma atrair multidões onde se apresenta. E foi assim durante a realização do Bailão de Salvador, quando foi gravado o novo CD, que saiu encartado na edição desta terça (3), do CORREIO, com 35 mil cópias.

Com 10 anos de carreira, 27 anos, solteiro e pai da pequena Nicole Haylla, de 4 anos, Bruno não esconde que está feliz com o resultado do trabalho: “Esse é um passo muito importante para a banda, que cada vez mais ganha notoriedade no cenário nacional do pagode, trazendo um pagode mais limpo, mas com a irreverência que é uma característica nossa”, afirma Magnata.

Inéditas e sucessos

Com um repertório de 14 músicas, sendo três delas inéditas, a La Fúria traz para o CD do CORREIO  hits como Manuel, Tchau Pra Quem Namora, Oi, Fake, Faculdade e outras canções que consagraram a banda como uma potência dos paredões. Para a escolha do repertório, Magnata diz que resolveu inovar.

“De dois anos pra cá, a La Fúria  vem crescendo no país e por esse motivo, eu resolvi fazer uma coisa mais nacional, né? Umas músicas com coreografia, umas músicas que falam um pouco do nosso país, fugindo um pouco da linguagem da Bahia. E aí resultou nessa mistura massa, eu tô muito feliz em ter colocado essas músicas e a galera tá superaprovando”, comemora o cantor.

Outro motivo de felicidade para o Magnata do pagode é a guinada que a carreira da banda tomou. No início,  a La Fúria era vista com restrição  por muita gente.  Mas, aos poucos, segundo o líder do grupo,  esss e cenário vem mudando.

Surfando na rede

“A gente começou a perceber que o público vem crescendo a cada dia, e eu volto a falar sobre os memes. Desde que a gente começou a seguir a linha de cantar tudo que acontece na internet, a banda vem crescendo de uma forma extraordinária, não só aqui na Bahia, mas no Brasil inteiro. E isso foi mudando o cenário, foi mudando a cara da banda, e foi aí que percebemos essa mudança e começamos a seguir uma linha mais limpa, diz Magnata.

Craque em surfar na onda do momento, a La Fúria tornou-se conhecida nacionalmente depois da música Fábio Assunção, que falava do ator global e às diversas confusões em que ele andou se metendo, por conta de bebidas e drogas. O pagode viralizou nas redes sociais e chegou até o ator, que exigiu que a banda doasse os direitos autorais da canções a instituições que cuidam de dependentes químicos.

Outros sucessos recentes inspirados em memes foram Oi, Fake (que incluiu as acusações de estupro sofridas pelo jogador Neymar) e Shellow Now (que tirou sarro da polêmica em torno de Juntos, de Paula Fernandes).

Agenda crescente

Muito requisitada para apresentações em todo o Brasil, a  La Fúria está com a agenda cheia. “Graças a Deus, durante o mês de dezembro, temos em torno de 25 shows confirmados e ainda alguns vão confirmar. Ainda vamos participar do Festival Virada Salvador, que é uma festa enorme, extraordinária, com mais de 300 mil pessoas. Tivemos a honra de participar no ano passado e esse ano estaremos novamente. Estamos muito felizes e não temos do que reclamar da agenda”, pontua Bruno Magnata.

Agenda cheia é prenúncio de que o Carnaval também promete. “O nosso Carnaval vai ser praticamente todo aqui em Salvador. Vamos apenas em Barreiras, fazer um show e voltamos, no esquema bate-volta. Serão em torno de 14 shows, entre blocos e camarotes aqui na capital. Estamos com foco total aqui em Salvador.