Pablo lança EP com quatro músicas

Pablo lança EP com quatro músicas

Em conversa com o CORREIO, artista conta detalhes do disco que será divulgado nesta sexta-feira (14)

Apesar de preferir divulgar seu trabalho via CD (eu sou daqueles que gosta de colocar o disco para tocar), o cantor Pablo (nascido em Candeias) também conhecido como o maior nome do arrocha e da sofrência não quer ficar longe da modernidade. Nesta sexta-feira (14) chega a todas as plataformas digitais, via gravadora Som Livre, o EP “Meu Coração” com quatro músicas inéditas “Cicatriz na Alma”, “Prego e Martelo”, “Viver de Faixada” e “Fake News (Ei Mô)”.

“O EP é mais fácil e prático porque nos dá oportunidade de ter mais conteúdo e a gente poder trabalhar tranquilamente o ano inteiro, lançando sempre uma nova música. Sem falar que a grande maioria hoje ouve música através das plataformas. Eu gravei oito, estou lançando quatro e até o final do ano devo estar divulgando as outras”, revelou o artista, em conversa com a reportagem na redação do CORREIO.

E mantendo a tradição, o cantor diz que está investindo em músicas que retomam as origens do gênero da sofrência que se espalhou no Brasil desde o início dos anos 2000, relembrando as origens da seresta. Destaque para a primeira faixa de trabalho “Cicatriz na Alma”, do compositor Mikael Lucas, que fala de um amor não resolvido. A música será lançada num videoclipe gravado no Rio de Janeiro, dirigido por Jacques Junior e produzido pela Set4.

Com agenda bem movimentada incluindo apresentações no São João Pablo, no entanto, só fará show em Salvador dia 10 de agosto, a partir das 18h, durante o evento 10 Horas de Arrocha que será realizado no Wet´n Wild (Av. Paralela). Também estarão se apresentando Silvanno Salles, Devinho Novaes, Unha Pintada, Tayrone, Luizinho, Anna Catarina e Yasmin Santos.

Afastado do Carnaval deste ano, Pablo adiantou que provavelmente deve voltar à folia em 2020. Mas não tem nada amarrado. “É muito trabalho a gente tem que cantar por mais de oito horas, mas estou pensando nessa possibilidade com muito carinho”.

Osmar Marrom Martins

Foto: Almiro Lopes