Na preparação para provas de concursos públicos, muitos esquecem de comer a cada três horas, outros não praticam atividades físicas e alguns até ingerem substâncias para não dormir. Engane-se quem pensa que passar noites em claro vai acelerar o processo de aprendizagem; ao contrário, uma boa noite de sono é fundamental para fixar no cérebro os conhecimentos adquiridos. A convite do A Toda Prova, a cirurgiã-dentista Kenya Felicíssimo* – única na Bahia com título em Odontologia do Sono, emitido pela Associação Brasileira do Sono (ABS) – explica a importância do sono para vencer a maratona dos concursos públicos. Leia abaixo:

Foto: João Ferreira/Divulgação

Foto: João Ferreira/Divulgação

– De que forma o sono pode auxiliar ou atrapalhar o estudo para concursos públicos?
O sono é sempre um aliado para o aprendizado, seja para concursos, vestibular ou provas cotidianas. Enquanto dormimos, o nosso cérebro armazena o que aprendemos e se prepara para um novo aprendizado. É necessário respeitar o sono, e se engana quem imagina que vai conseguir aprender mais virando noite para estudar. E muito pior se for na noite anterior à prova. Além de causar estresse, você fica cansado e terá dificuldade em lembrar de tudo que havia aprendido. O sono só atrapalha se você tiver algum distúrbio, como ronco e apneia, pois as doenças irão interferir na qualidade do descanso.

– Quantas horas de sono são recomendadas para manter um bom ritmo de estudo?
Este é bem individualizado, assim como o melhor momento de rendimento. Algumas pessoas rendem estudando no período da tarde, outras pela manhã, e a quantidade de horas de sono vai depender de cada um. O concurseiro precisará fazer um teste até achar a quantidade que o deixe mais atento. Tem uma dica que é excelente: precisa-se criar uma rotina, ter o mesmo horário de dormir e acordar. Isto ajuda seu organismo a ficar melhor programado. Esta vale a pena seguir! Lembrando que nosso organismo precisa de, em média, 21 dias para tornar isso um hábito.

– O que devemos fazer na noite anterior ao dia da prova?
Procurar descansar. Durma, não tente estudar, isso só criará mais ansiedade e estresse. Procure assistir a um filme, daqueles leves, no estilo comédia romântica, ou ouvir músicas relaxantes próximo ao horário de dormir. E se preocupe com a alimentação, principalmente à noite e antes da prova.

– Como evitar o sono durante o estudo e também durante a prova?
Se dormir bem, vai estar descansado e os estudos vão render. Mas é necessário ter estratégia, procure estudar o assunto que tem menos interesse no momento que está mais disposto. Porque se você já está um pouco cansado e ainda vai enfrentar o assunto que não gosta, vai ter tédio e o sono é uma excelente fuga.

– Qual a sua opinião sobre o uso de energéticos e estimulantes como café?
Devem ser evitados, principalmente próximo ao horário de dormir. São estimulantes e podem até te manter acordado mas sem atenção. E o pior que prejudica a qualidade do sono. O café pode ajudar após a refeição, mas fazer uso em grande quantidade não é a melhor tática.

– Há alimentos que ajudam a ter uma melhor noite de sono?
Dê preferência para alimentos leves, como saladas. A digestão é melhor e proporciona maior bem-estar.

– Acordar cansado e sem ânimo para estudar é sinal de que algo não vai bem?
Sim! Se dormimos bem, e isto quer dizer a quantidade de horas necessárias e com qualidade, é para o organismo acordar disposto. Ou seja: isso significa que você deu a ele o combustível imprescindível, que é o sono restaurador.

– Quais os efeitos que o sono irregular pode provocar a curto e a longo prazos?
A sonolência é o primeiro sinal, depois vem acompanhada da dificuldade de concentração e prejuízos de memória. E outros sinais é o mau humor, a impaciência. Se eu pudesse dar um único conselho aos concurseiros, eu diria: durmam.

 – Há alguma outra dica que você gostaria de deixar para os concurseiros?
Eles podem se beneficiar com a higiene do sono, fundamental para quem quer ter um bom descanso. Confira as dicas:

1. Mantenha atividade física, mas não muito perto da hora de dormir

2. Não se deite com fome

3. Evite álcool, fumo e cafeína

4. Estabeleça uma rotina para dormir

5. Não passe frio nem calor

6. Resolva os problemas antes de se deitar

7. Só vá ao quarto para dormir

8. Durma em um local escuro e quieto

9. Procure expor-se à luz solar

* Kenya Felicíssimo é doutoranda em Biotecnologia e especialista em Ortodontia e Radiologia. No consultório, atua no tratamento de distúrbios como ronco, apneia, bruxismo, disfunções da ATM, zumbido e resistência de vias aéreas, com aparelhos confeccionados de forma individualizada. Como empreendedora, é pioneira no Brasil em projetos de PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) na área de distúrbios do sono. Atualmente, está desenvolvendo um aparelho intraoral para tratamento do ronco que seja produzido em escala industrial (invenção patenteada que rendeu à profissional o Prêmio Inventor Independente da Ufba e contemplação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia – Fapesb). Está alocada no Parque Tecnológico da Bahia, referência no estado por reunir empresas de ponta em novas tecnologias.

Leia também:
Conheça os principais métodos de estudo para concursos
Confira dicas de como se preparar para concursos públicos
Saiba como a alimentação ajuda na preparação para concursos

Leave a Reply



Warning: readfile(../ga.txt): failed to open stream: No such file or directory in /home/correiodb/correio24horas.com.br/blogs/a-toda-prova/wp-content/themes/mandigo/footer.php on line 356