Na última semana, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão autorizou a realização de concursos públicos para quatro ministérios: Ministério do Trabalho e Emprego, Ministério da Cultura, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e Ministério da Educação. As seleções totalizam 2.045 vagas efetivas.

O Ministério da Educação (MEC) recebeu o maior número de vagas: 1.439, sendo 712 para professor da carreira de educação básica, técnica e tecnológica e 536 cargos de técnicos administrativos em educação, para o Cefet/RJ, Cefet/MG, Colégio Pedro II e escolas técnicas e colégios de aplicação vinculados às universidades federais.

Outros 108 postos são para professor da carreira de ensino básico técnico e tecnológico e 83 para técnico-administrativo em educação, destinados ao Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines) e ao Instituto Benjamin Constant (IBC), no Rio de Janeiro. Serão abertas 114 vagas no Ines e 77 no IBC.

VEJA AS PORTARIAS DE AUTORIZAÇÃO

Foram autorizadas ainda 450 vagas para o Ministério do Trabalho. São 415 oportunidades para agente administrativo, de nível médio, e 35 para contador, de nível superior. A Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro), ligada ao ministério, também recebeu autorização para 30 vagas de assistente em ciência e tecnologia. O cargo exige nível médio e tem salário de R$ 2.546,13.

O Ministério da Cultura realizará concurso com 40 vagas para a Biblioteca Nacional, sendo 20 de bibliotecário e 20 de técnico em documentação, ambos de nível superior.

Outras 86 vagas são para a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), autarquia vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, nas Carreiras de Desenvolvimento Tecnológico e de Gestão, Planejamento e Infraestrutura em Ciência e Tecnologia. Dessas, 18 vagas são para analista em ciência e tecnologia e 38 de tecnologista, ambos de nível superior, e 20 de assistente em ciência e tecnologia e 10 de técnico, ambos de nível médio.

Os editais destes concursos devem ser publicados em até seis meses, ou seja, até março de 2014.

Leave a Reply



Warning: readfile(../ga.txt): failed to open stream: No such file or directory in /home/correiodb/correio24horas.com.br/blogs/a-toda-prova/wp-content/themes/mandigo/footer.php on line 356